Arquivo de julho de 2016

Paulo Bernardo na fila


Postado em 31/jul/2016 - Sem Comentários


O Radar informa que Paulo Bernardo deve voltar ao noticiário policial até a próxima segunda-feira.
O MP deve denunciá-lo pelo desfalque a servidores e aposentados, como revelou a Operação Custo Brasil.

link nota

http://www.oantagonista.com/posts/paulo-bernardo-na-fila

Lula, Delcídio e mais 5 viram réus sob acusação de obstruir Lava Jato


Postado em 31/jul/2016 - Sem Comentários


A Justiça Federal no Distrito Federal recebeu denúncia e transformou em réus o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-senador Delcídio do Amaral e mais cinco pessoas por tentativa de obstrução da Lava Jato. As informações são da Folha de S. Paulo.

Eles são acusados de participar de uma trama para comprar a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

Essa é a primeira denúncia recebida pela Justiça contra o ex-presidente Lula, que também é alvo de investigação do juiz Sergio Moro, do Paraná, por suspeita de ter sido beneficiado por empreiteiras envolvidas na Lava Jato. A decisão foi tomada na quinta-feira (28) pelo juiz Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília, que também recebeu a acusação contra o pecuarista José Carlos Bumlai, seu filho, Maurício Bumlai, o banqueiro André Santos Esteves, Diogo Ferreira Rodriguez, ex-assessor de Delcídio, e Edson Siqueira Ribeiro Filho, que atuou na defesa de Cerveró. Segundo Leite, a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal tem os requisitos mínimos para a abertura de ação penal.

“Pela leitura dos autos, observo a presença dos pressupostos processuais e condições da ação (incluindo a justa causa, evidenciada pelas referências na própria peça acusatória aos elementos probatórios acostados a este feito), e que, a princípio, demonstram lastro probatório mínimo apto a deflagrar a pretensão punitiva proposta em juízo”, escreveu.

Lula, o pecuarista e Maurício Bumlai são acusados de embaraço à investigação (pena de 3 a 8 anos). Delcídio, Diogo e Edson são acusados além de obstrução e por exploração de prestigio (pena de 1 a 5 anos) e patrocínio infiel (6 meses a 3 anos). Esteves foi acusado de embaraço e exploração de prestígio. O caso veio à tona no final de 2015 quando Delcídio, então líder do governo Dilma no Senado, acabou preso após ser gravado uma conversa na qual ofereceu auxílio financeiro para evitar a colaboração premiada de Cerveró. A ideia seria evitar que fossem delatados pelo ex-diretor. Segundo a Procuradoria, eles teriam atuado para comprar por R$ 250 mil o silêncio de Cerveró.

A denúncia tramitava inicialmente no STF (Supremo Tribunal Federal) porque Delcídio tinha foro privilegiado. Mas ele acabou cassado pelo Senado após se tornar delator da Lava Jato e o inquérito foi enviado para a Justiça Federal no DF.

A PGR afirmou que Lula “impediu e ou embaraçou investigação criminal que envolve organização criminosa, ocupando papel central, determinando e dirigindo a atividade criminosa praticada por Delcídio do Amaral, André Santos Esteves, Edson de Siqueira Ribeiro, Diogo Ferreira Rodrigues, José Carlos Bumlai, e Maurício de Barros Bumlai”.

Os investigadores analisaram e-mail, extratos bancários, telefônicos, passagens aéreas e diárias de hotéis.

A afirmação de Janot foi confirmada pelo procurador Ivan Cláudio Marx na ratificação da denúncia feita na Justiça Federal no DF.

“Delcídio do Amaral, como representante do governo no Senado, não exercia a chefia do esquema criminoso. E, pelo menos nessa atividade de obstruir as investigações contra a organização criminosa, Delcídio aponta Lula como sendo o chefe da empreitada”, escreveu o procurador.

E complementou: “Aqui, a narrativa de Delcídio se demonstrou clara, plausível e, ainda, corroborada pela existência das reuniões prévias que realizou com Lula antes de Bumlai passar a custear os valores destinados a comprar o silêncio de Cerveró”.

PASSOS

Agora, o juiz deu 20 dias para que os advogados apresentem as defesas dos sete acusados, poderão apresentar documentos e justificações, especificar as provas pretendidas e arrolar testemunhas. Depois começa a fase de instrução do processo, com depoimentos de testemunhas de defesa e acusação. Na sequência, os acusados também falarão à Justiça, antes do juiz decidir se condena ou não os réus.

JUIZ

A denúncia foi aceita pelo juiz Ricardo Leite, que protagonizou polêmica na Operação Zelotes –que apura esquema de corrupção no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), órgão responsável por julgar os autos de infração da Receita.

Ele foi alvo de um embate com procuradores que o acusaram de atrapalhar o caso e entraram com uma ação pedindo que ele deixasse a operação porque várias decisões judiciais dificultaram a obtenção de provas.

(foto: Dida Sampai)

RAFAEL GRECA É O CANDIDATO DO PMN, PTN,PSB, PSDB, DEM E PT DO B


Postado em 31/jul/2016 - Sem Comentários


Greca foi aclamado no sábado na socidade Morgenau e declarou o seguinte em seu discurso “Hoje na convenção do PMN, onde homologuei minha candidatura a Prefeitura de Curitiba, encontrei amigos dos partidos PTN, PSB, PTdoB, PSDB, DEM para fazermos juntos o diálogo criativo para reerguer Curitiba e valorizar os Curitibanos. A cidade é o cenário onde vivemos, nosso berço, nossa casa, nosso caminho. Não há direita, nem esquerda quando abrimos creches e berçários. Quando servimos refeições a R$1,00 e livramos do flagelo curitibanos desvalidos. Quando abrimos postos de saúde e respeitamos a vida. Quando acendemos luzes, preservarmos o meio ambiente, inauguramos bairros e promovemos cidadania. O que há quando uma prefeitura funciona é um serviço público centrado no ser humano. Tendência não é destino. Se os adversários falarem mentiras sobre nós, diremos a verdade sobre eles. Levanta-se Curitiba com a força daqueles que te amam. Vamos construir a vitória que nos permitirá servir o teu povo, o nosso povo. Contem comigo. ‪#‎voltacuritiba‬

NEY LEPREVOST É O CANDIDATO DO PSD, PSC E PEN


Postado em 31/jul/2016 - Sem Comentários


O deputado Ney Leprevost foi aclamado candidato a prefeito de Curitiba na manhã deste sábado (30), na convenção conjunta do PSD, PSC e PEN. O ato, no Clube Urca, reuniu cerca de 1400 pessoas . “Curitiba não pode permanecer estagnada. Vamos devolver a capacidade de inovação com solidariedade e competência que há muito deixaram de ser referência na gestão de Curitiba”, declarou Ney Leprevost, que assegurou também o apoio de mais 4 partidos (PPL, PSL, PCdoB e PTC) .

O deputado licenciado Ratinho Júnior lembrou que há quatro anos, Curitiba já não estava bem. “E, passados quatro anos, Curitiba além de não avançar, piorou”, disse. “O Ney representa um projeto que olha para a frente, para o futuro. Ele vai buscar as parcerias necessárias para realizar sonhos, melhorar a vida das pessoas. Além disso, o Ney representa uma nova geração de políticos que querem transformar a realidade das pessoas”, completou Ratinho Júnior.

“Vamos sair da estagnação em que se encontra a administração da cidade e concretizar a vitória do novo contra o denovo, ” declarou Ney.

(foto: facebook)

FUTEBOL OLÍMPICO: GOLEIRO PRASS ESTÁ FORA DA OLIMPIADA


Postado em 31/jul/2016 - Sem Comentários


O goleiro FERNANDO PRASS, será cortado da seleção olímpica do Brasil. Aquilo que parecia apenas uma leve lesão, no cotovelo, acabou se confirmando em fratura. Fernando está em Goiânia, passando por exames, mas seu desligamento do grupo é certo. Alisson, hoje goleiro do Roma, deve ser convocado, ainda neste sábado. O Brasil, com gols de Gabriel e Marquinhos, venceu o Japão, por2 a 0, no Serra Dourada, único amistoso antes da estreia contra a Africa do Sul, no dia 4. Delegação segue para Brasília, com folga para os jogadores, no domingo. Segunda feira, a reapresentação, ao técnico Rogério Micale.

Fruet antes e depois


Postado em 29/jul/2016 - Sem Comentários


Com as eleições se aproximando, a fracativa gestão de Gustavo Fruet (PDT) deve sofrer severas críticas por não conseguir prover bem os serviços públicos municipais – mesmo que os mais básicos, como saúde, educação e transporte. E com as rede sociais, voltam à tona as promessas feias em 2012, como mostra o vídeo da página “Capivara Chateada”

Link do vídeo:

https://www.facebook.com/capivarachatiada/videos/1207121956006608/

Para incorporar:

Justiça acolhe recurso e “garante” balé e orquestra do Teatro Guaíra


Postado em 29/jul/2016 - Sem Comentários


O Tribunal de Justiça do Paraná acolheu nesta quinta-feira (29) recurso do Governo do Estado garantindo o trabalho normal de músicos e bailarinos do Teatro Guaíra. A Procuradoria-Geral do Estado opôs pedido de embargo de declaração e efeito suspensivo da decisão do TJ, declarando inconstitucional lei de 2003 que criou 81 cargos em comissão para essas funções.

No pedido, a PGE argumentou que o Estado tem adotado providências concretas, estimando um cronograma para a solução definitiva da questão, o que deve acontecer com a homologação do Estatuto do Palcoparaná (Decreto n.º 2446/2015). Segundo a Procuradoria, isso justifica uma modulação dos efeitos da Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin). As informações são do Bem Paraná.

O relator da Adin, desembargador Clayton Maranhão, ao analisar o recurso, entendeu a necessidade, em sede de urgência, de acolher o pedido, visto que há “indicativos do planejamento, estruturação e instituição do Palcoparaná, que levará à extinção dos cargos declarados inconstitucionais, mas sem efeitos lesivos à continuidade dos serviços prestados no Teatro Guaíra”.

“O Tribunal de Justiça e o Ministério Público são sensíveis ao problema e estão colaborando para uma solução juridicamente viável”, acentuou o procurador-geral Paulo Sérgio Rosso. O processo está sob responsabilidade do procurador Eron Freire. “Os embargos declaratórios foram recepcionados com efeito suspensivo, o qual perdurará pelo menos até o novo julgamento pelo colegiado do órgão especial do Tribunal de Justiça do Paraná”, disse.

NORMALIDADE – “Espero que a Justiça tenha muito carinho com o Centro Cultural Teatro Guaíra e dê o tempo necessário para que sejam feitos todos os trâmites para o funcionamento do Palco Paraná, Serviço Social Autônomo criado por Lei do Executivo em dezembro de 2014 e que regulariza as funções de músicos e bailarinos da casa”, disse a diretora-presidente do CCTG, Monica Rischbieter, ao tomar conhecimento da decisão do Tribunal de Justiça do Paraná.

Apesar da indefinição nas últimas semanas sobre a manutenção dos cargos comissionados da Orquestra Sinfônica do Paraná e do Balé Teatro Guaíra, as atividades dos corpos estáveis do CCTG não sofreram nenhuma alteração. O BTG apresentou-se segunda-feira (25), na Noite de Gala do Festival de Dança de Joinville, com a montagem de Cinderela. E nesta sexta e sábado está em Recife, onde participa da 13.ª Mostra Brasileira de Dança, no Teatro Santa Isabel. Serão apresentadas as coreografias Orikis e Trânsito.

Em agosto, os bailarinos participarão do Festival de Dança de Toledo (PR). Em setembro e outubro, eles estarão em circulação com a montagem de Romeu e Julieta nas cidades de Caixas do Sul, Porto Alegre (RS), São Caetano do Sul, Piracicaba, Ribeirão Preto (SP), Florianópolis, Blumenau e Jaraguá do Sul (SC). O Balé Teatro Guaíra também está preparando o espetáculo de fim de ano, que será apresentado em dezembro.

A Orquestra Sinfônica do Paraná continua com a rotina de ensaios e concertos. A OSP fará três concertos em agosto sob regência dos maestros Roberto Tibiriçá, Alessandro Sangiorgi e Paulo Torres. Para setembro estão programados quatro concertos com os maestros Paulo Torres e Benoit Fromanger.

Em outubro, sobem ao palco do auditório Bento Munhoz da Rocha Netto (Guairão), para reger a OSP, Alessandro Sangiorgi, Alpaslan Ertungealp e o maestro titular de 2016 da Orquestra Sinfônica do Paraná, Stefan Geiger, que estará à frente de outros três concertos em novembro.

HISTÓRICO – A Orquestra Sinfônica do Paraná, criada em 1985 pelo governador José Richa teve o último concurso realizado em 1991. O Balé Teatro Guaíra, criado em 1970, também teve o último concurso em 1991. A defasagem que daí se originou, obrigou o Teatro, durante anos, a contratar profissionais via cachê artístico, até que a prática foi proibida pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná.

A fim de resolver a situação, em 2003, na administração do governador Roberto Requião, foram criados por lei 81 cargos comissionados, dos quais 22 são hoje ocupados por bailarinos e 28 por músicos da Orquestra Sinfônica do Paraná. Os demais cargos, 31, são ocupados por chefias e assessorias do Centro Cultural Teatro Guaíra. Em 2012, uma ADI questionou a constitucionalidade da lei.

CARGOS ADMINISTRATIVOS – Em 25 de julho, foi publicada no Diário Oficial a Lei 18843/2016, assinada pelo governador Beto Richa, que regulariza os cargos comissionados para os setores administrativos do Centro Cultural Teatro Guaíra. Estes cargos constavam da mesma lei de 2003 e, por isso, também tinham sido considerados inconstitucionais, situação resolvida com a publicação em Diário Oficial.

(foto: Kraw Penas/SEEC)

link nota

http://www.bemparana.com.br/noticia/456207/justica-acolhe-recurso-e-garante-bale-e-orquestra-do-guaira

Propina era custo operacional, diz ex-presidente da Andrade Gutierrez


Postado em 29/jul/2016 - Sem Comentários


No primeiro depoimento à Justiça depois que virou delator da Operação Lava Jato, o ex-presidente do grupo Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo, afirmou que o pagamento de propina era visto como “algo natural” dentro da empresa.

“Era um custo comercial”, afirmou Azevedo, em audiência realizada nesta quinta-feira (28).

Segundo ele, os custos da propina eram inseridos na composição do orçamento da obra, junto com gastos administrativos, de locação, mão de obra e afins.

Além dos percentuais devidos para agentes da Petrobras, a Andrade Gutierrez afirmou, em delação premiada, que pagava 1% de propina ao PT sobre todos os contratos que tinha com o governo federal -a pedido do então presidente do partido, Ricardo Berzoini.

Foram R$ 40 milhões de propina pagos entre 2008 e 2014, segundo Azevedo, a maior parte feita por meio de doações eleitorais.

“A gente não via de uma maneira criminalizada. Era uma contribuição para partido político”, afirmou Azevedo. “Era um bônus eleitoral; se enquadrava dentro de um processo formal [na empresa].”

Segundo ele, a propina era paga para “manter o status de relacionamento” com o governo federal e evitar problemas –embora o executivo não tenha relatado ameaças ou retaliações.

Azevedo ainda afirma que a empresa se arrependeu.

“Sem dúvida, vendo sob a ótica correta, da exigência de uma contribuição, é óbvio que não é certo”, disse. “A gente viu que errou. E por isso confessou, e por isso está fazendo um mea culpa público.”

A Andrade Gutierrez pagará uma indenização de R$ 1 bilhão, como parte de seu acordo de colaboração.

O PT tem afirmado, em nota, que refuta totalmente as acusações e diz que todas as doações recebidas pelo partido “foram realizadas estritamente dentro dos parâmetros legais e posteriormente declaradas à Justiça Eleitoral”.

INVESTIGAÇÃO

Azevedo também levantou a suspeita, em seu depoimento, de que mais uma fornecedora de campanha do PT tenha sido paga irregularmente pela Andrade Gutierrez, por meio de um contrato de fachada.

Seria um caso semelhante ao da Pepper, agência de comunicação que prestou serviços à campanha de Dilma Rousseff (PT) em 2010.

Os pagamentos à nova empresa, cujo nome não foi revelado, foram feitos nas campanhas de 2010 e 2012. Segundo Azevedo, pode ser “uma questão semelhante à Pepper”.

“Nós não temos a conclusão; está sendo analisado contrato, pagamento, serviços que foram feitos”, afirmou o executivo. “Porque essa empresa tem histórico de trabalhar para a Andrade com produtos reais. Mas pode ser que surja mais uma.”

(foto: Zanone Fraissat/folhapress)

link nota

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/07/1796567-propina-era-tratada-como-custo-operacional-diz-presidente-da-andrade-gutierrez.shtml

Convenção do PP de Curitiba


Postado em 29/jul/2016 - Sem Comentários


O Partido Progressista promove na próxima quinta-feira (04) a convenção do Partido e o lançamento da candidatura de Maria Victoria à prefeitura de Curitiba.

Serviço: Convenção do Partido Progressista de Curitiba e lançamento da candidatura de Maria Victoria à Prefeitura de Curitiba.
Data: 04/08/16
Horário: 19 horas.
Local: Palácio Garibaldi – Praça Garibaldi, 12. São Francisco.

Laudo da PF indica que Lula orientou reformas de R$ 1,2 mi em sítio


Postado em 29/jul/2016 - Sem Comentários


Um laudo produzido pelo setor de perícia da Polícia Federal aponta indícios de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a mulher dele Marisa Letícia orientaram reformas feitas no sítio em Atibaia (SP) frequentado pela família do petista. As informações são da Folha de S. Paulo

Segundo os peritos da PF, as obras na propriedade rural começaram a ser projetadas em setembro de 2010 e tiveram início em novembro de 2010, quando Lula ainda exercia o seu segundo mandato na Presidência da República. Os trabalhos no sítio prosseguiram até outubro de 2014 e custaram ao todo R$ 1,2 milhão, de acordo com a avaliação da perícia da PF.

Ao analisar a instalação de equipamentos de cozinha no sítio, o laudo aponta que a “execução foi coordenada por arquiteto da empreiteira OAS, Sr. Paulo Gordilho, com conhecimento do presidente da OAS, Léo Pinheiro, e com orientação do ex-presidente Lula e sua esposa, conforme identificado nas comunicações do arquiteto da empreiteira e de Fernando Bittar”.

O laudo aponta mensagens de texto trocadas entre Léo Pinheiro e Gordilho, nas quais este último se refere à propriedade como “fazenda do Lula” e diz que o assunto deve ser tratado com “sigilo absoluto”.

As mensagens interceptadas indicam que as despesas de compra e instalação da cozinha no sítio e em um triplex em Guarujá foram lançadas em um centro de custos da OAS denominado “Zeca Pagodinho”.

A perícia traz uma foto de Lula que foi tirada no sítio e foi obtida em uma mídia pertencente a Gordilho, segundo a PF.

Como Folha noticiou em março, Bittar, um dos donos do sítio, afirmou em depoimento à força-tarefa da Operação Lava Jato que Marisa coordenou parte das obras feitas na propriedade rural.

Indagado na época sobre quem foi o autor dos pagamentos das obras, Bittar disse não saber e ressaltou que tal questão deveria ser esclarecida pela mulher de Lula.

Segundo seu advogado, Bittar “primeiro fez um projeto com uma arquiteta da confiança dele, mas Marisa não gostou. Aí foi feito um segundo projeto por um engenheiro da OAS que a agradou. Ele sempre dizia para o engenheiro da OAS: ‘Me apresenta a conta’. Mas o engenheiro respondia: ‘Não, pode deixar, pode deixar’”.

O laudo também traz notas de materiais entregues no sítio e que foram pagos por terceiros. Entre os produtos está uma porta de correr adquirida por Paulo Henrique Moreira Kantoviz em fevereiro de 2011 por R$ 5.950,00, segundo nota apreendida. Na época,Lula já frequentava a propriedade. Como a Folha revelou em abril, Kantovitz é engenheiro da Odebrecht.

A perícia indica que no período específico entre 2010 e 2011 o dono do sítio no papel, Fernando Bittar teria gasto cerca de R$ 1,7 milhão com a compra da propriedade e reformas. Porém, os rendimentos declarados por Bittar nas declarações de imposto de renda, nesses dois anos, são incompatíveis com os gastos apurados no sítio, de acordo com o laudo.

Procuradores investigam se as empreiteiras Odebrecht e OAS e o pecuarista José Carlos Bumlai favoreceram ilegalmente o ex-presidente por meio do pagamento de obras e melhorias para o sítio.

O relatório será analisado pela força-tarefa da Lava Jato que decidirá se denunciará ou não o ex-presidente por benfeitorias de empreiteiras realizadas no sítio de Atibaia.

A assessoria de Lula informou que ainda não teve acesso ao laudo da PF e por isso não iria se manifestar.

Redação e Administração

Rua Nilo Peçanha 798 - Bom Retiro
Tel./fax: 41.3338-0695

IMPACTO EDIÇÃO SEMANAL



Clique aqui para ver as edições anteriores.

VÍDEOS

Mutirão da cidadania atende 50 mil pessoas em Curitiba

Julgamento no TJ-SC é suspenso após advogado acusar desembargador de pedir propina

OVOS NO PREFEITO DE SÃO PAULO: Minoria autoritária tentou agressão, diz Doria

Conselho de Ética - 08/08/201 SORTEIO DE RELATOR

    Clique para ver todos os vídeos >>

ENQUETE

COMO FICARÁ A SITUAÇÃO DE LULA APÓS SER DENUNCIADO COMO CHEFE DE QUADRILHA?

:

Ver resultados


Loading ... Loading ...

ACOMPANHE NOSSAS REDES

PUBLICIDADE

 

REDES SOCIAIS

JORNAL IMPACTO PARANÁ
Redação e Administração - Rua Nilo Peçanha 798 - CEP: 80520-000 Bom Retiro - Tel./fax: 41.3338-0695