Arquivo de fevereiro de 2017

COM A VACÂNCIA DE SERRAGLIO , RODRIGUINHO ASSUME :


Postado em 23/fev/2017 - Sem Comentários


O paranaense Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), fiel escudeiro de Temer assumirá a vaga deixada pelo deputado federal Osmar Serraglio (PMDB-PR) — que foi nomeado agora tarde para o Ministério da Justiça.

Cida assume governo


Postado em 23/fev/2017 - Sem Comentários


A vice-governadora Cida Borghetti assume a chefia do poder executivo nesta quarta-feira (22) nos próximos 15 dias na viagem do governador Beto Richa que cumpre agenda particular sem ônus para o Estado. Cida está em Brasília no escritório de representação do Paraná, mas já na quinta-feira, 23, entrega 62 moradias em São Mateus do Sul e em Campo Largo, participa da inauguração de complexo viário.
No mesmo dia, participa do encerramento da oficina do programa Criança Feliz, em Curitiba. O evento contará com a participação do Ministro de Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra. A agenda segue com despachos internos no Palácio do Iguaçu. Cida permanece no cargo até dia 8 de março.

38ª OPERAÇÃO LAVA JATO : PF prende homem da mala, JORGE LUZ E BRUNO LUZ ESTÃO SENDO PROCURADOS….


Postado em 23/fev/2017 - Sem Comentários


A Polícia Federal cumpre no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (23), quinze mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventiva, ordenados pelo juiz Sérgio Moro, na 38ª fase da Lava Jato, batizada de Operação Blackout, uma referência ao sobrenome dos alvos Jorge Luz e Bruno Luz, pai e filho, investigados por corrupção, fraude em licitações, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e outros crimes. As informações são do Diário do Poder.
Segundo revelou o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró em delação premiada, Jorge Luz é um dos principais e mais antigos operadores financeiros ligados ao PMDB e pagou propinas milionárias ao senador Renan Calheiros. Cerveró citou propinas no valor de US$6 milhões (equivalentes a quase R$20 milhões). Luz e o filho Bruno atuavam como facilitadores na movimentação de recursos indevidos pagos a integrantes das diretorias da Petrobras.
“O Jorge Luz era um operador dos muitos que atuam na Petrobras. Eu conheci o Jorge Luz, inclusive nós trabalhamos, também faz parte de uma propina que eu recebi, que faz parte da minha colaboração na Argentina. E foi o operador que pagou os US$ 6 milhões, da comissão. Da propina da sonda Petrobras 10.000, foi o Jorge Luz encarregado de pagar ao senador Renan Calheiros…”, afirmou Cerveró em seu depoimento.
“A simbologia do nome tem por objetivo demonstrar a interrupção definitiva da atuação destes investigados como representantes deste poderoso esquema de corrupção”, disse a PF. Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

PARANAENSE NO MINISTÉRIO DE TEMER: Serraglio aceita assumir Ministério da Justiça


Postado em 23/fev/2017 - Sem Comentários


O deputado federal Osmar Serraglio (PMDB-PR) aceitou o convite feito pelo presidente Michel Temer (PMDB) para assumir o Ministério da Justiça no lugar de Alexandre de Moraes, que assumirá uma cadeira no STF (Supremo Tribunal Federal), segundo apurou a reportagem do UOL. O nome do novo ministro da Justiça deverá ser oficializado por Temer nas próximas horas. As informações são de Felipe Amorim.
Com a confirmação, Temer atende a pressões do PMDB para ter um nome do partido na pasta, após a sigla perder espaço para o PSDB na composição do governo.
Serraglio foi presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara, e comandou a comissão na época em que foi definida a cassação do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de quem ele era apontado como aliado no partido.
O deputado também foi relator da CPI dos Correios, que precipitou a investigação que revelou o chamado esquema do mensalão no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Filiado ao PMDB desde 1978, quando o partido ainda era o MDB, Serraglio foi eleito deputado federal pela primeira vez em 1998 e está em seu quinto mandato. Advogado, foi assessor jurídico de diversas prefeituras, além de professor universitário.

Serra pede pra sair e Aloysio Nunes deve assumir


Postado em 23/fev/2017 - Sem Comentários


O ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB-SP), pediu demissão do cargo em carta endereçada ao presidente Michel Temer devido a problemas de saúde. O ministro havia assumido o cargo desde a posse de Temer na presidência após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e retorna a bancada paulista no Senado Federal. Um dos cotados para substituir Serra é o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), líder do governo no Senado.

Paraná fecha 2016 com superávit de R$ 500 milhões


Postado em 23/fev/2017 - Sem Comentários


Apesar de ter registrado queda na arrecadação devido à crise econômica vivida pelo País, o Paraná encerrou 2016 com superávit orçamentário de R$ 500 milhões. Conforme os demonstrativos da Lei de Responsabilidade Fiscal publicado no Diário Oficial em 30 de janeiro, as receitas totais do Estado somaram R$ 51,8 bilhões no exercício, enquanto as despesas totais chegaram a R$ 51,3 bilhões.
O resultado positivo foi obtido mesmo com reajuste de pessoal e aumento nos investimentos. O Governo do Paraná concedeu reajuste de 10,67% aos servidores do Estado e aumentou os investimentos em saúde, educação e infraestrutura, entre outros segmentos.
Enquanto a receita tributária teve queda real de 1,57% em 2016, para R$ 28,22 bilhões, as despesas com pessoal e encargos tiveram aumento real de 6,84% na comparação com 2015 e somaram R$ 21,9 bilhões. O acréscimo nas despesas de pessoal foi de R$ 3 bilhões.
O Estado mais que dobrou os investimentos em 2016. Eles somaram R$ 5,8 bilhões no exercício, ante R$ 2,83 bilhões no ano anterior. As estatais paranaenses responderam por R$ 4,05 bilhões desse total. Os investimentos do orçamento fiscal somaram R$ 1,73 bilhão, sendo R$ 1,65 bilhão classificados diretamente como investimentos e R$ 82 milhões em inversões financeiras para estatais dependentes – em 2015, o valor investido foi R$ 1 bilhão. Só para a área de rodovias foram destinados mais de R$ 800 milhões em 2016.
Educação – O Governo do Paraná também aplicou R$ 1,6 bilhão a mais em educação e em saúde, na comparação com 2015. Na educação, o salto de um exercício fiscal para o outro foi de R$ 1,32 bilhão. Os valores totais aplicados com ações e serviços públicos na área somaram R$ 10,01 bilhões em 2016, contra R$ 8,69 bilhões em 2015.
Da receita líquida de impostos (RLI) do ano passado, 35,22% foram para educação – ou R$ 9,66 bilhões. O percentual de 2016 está acima do mínimo previsto em lei no Estado, que é de 30% da RLI, e acima dos 25% exigidos pela Constituição Federal e adotados pela maioria dos estados brasileiros.
No caso da saúde, a diferença para cima foi de R$ 280 milhões. As despesas totais com ações e serviços públicos na área somaram R$ 4,64 bilhões em 2016, ante R$ 4,36 bilhões no exercício anterior. Da receita líquida de impostos, R$ 3,31 bilhões foram para a saúde, o que equivale a 12,08% da RLI. O mínimo exigido é 12%.
“Mesmo destinando mais recursos para áreas prioritárias para os paranaenses, o Governo do Paraná conseguiu manter as contas em dia. Isso só foi possível porque o Estado fez um ajuste fiscal focado na redução de despesas e no aumento de receitas”, explicou o secretário estadual da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, na apresentação nesta quarta-feira (22) aos deputados, na Assembleia Legislativa, sobre o balanço do terceiro quadrimestre do ano passado.
Costa detalhou os resultados de 2016 e também apresentou metas para 2017. “O cenário econômico exige atenção permanente para manter o equilíbrio das contas. É preciso reduzir ainda mais as despesas de custeio e administrativo, ampliar a captação de receitas não tributárias, ampliar a arrecadação e a capacidade de investimentos”, afirmou, lembrando que os investimentos previstos para 2017 chegam a R$ 7,6 bilhões.

Zé Dirceu e Gim Argello ficam no xadrez e não saem para curtir o carnaval.


Postado em 23/fev/2017 - Sem Comentários


O ministro Edson Fachin, do STF, negou dois habeas corpus e manteve presos, em Curitiba, o ex-ministro José Dirceu e o ex-senador Gim Argello. Em despachos praticamente idênticos, Fachin entendeu que os pedidos de habeas corpus não poderiam ser apreciados, pois foram protocolados antes de os dois terem sido condenados pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato na primeira instância. As informações são da Folha de Londrina.

Richa antecipa pagamento dos salários de fevereiro


Postado em 22/fev/2017 - Sem Comentários


O governador Beto Richa autorizou nesta terça-feira, 21, a antecipação do pagamento da folha do funcionalismo para sexta-feira (24). É mais de R$ 1,7 bilhão na economia na véspera do carnaval e atende 266 mil servidores ativos, aposentados e pensionistas.
Richa destacou que, enquanto muitos estados estão com dificuldades para pagar seus funcionários, no Paraná a situação é diferente. “Todo esforço feito pelos paranaenses e pelo governo estadual durante a implantação das medidas de ajuste fiscal valeu a pena”, disse. “Hoje, o Paraná está com a sua economia equilibrada e em condições de manter as contas em dia, bem como o salário dos servidores públicos”, afirmou o governador.
Nos últimos cinco anos, o aumento da folha do Estado foi de 84,2%, sobretudo em razão de reajustes concedidos aos servidores. Os pagamentos têm sido feitos em dia ou, como agora, antecipando o depósito.

STF rejeita embargos e confirma Gleisi e Paulo Bernardo como réus


Postado em 22/fev/2017 - Sem Comentários


A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou por unanimidade nesta terça-feira, 21, os embargos de declaração apresentados pelo ex-ministro Paulo Bernardo contra a decisão do próprio colegiado, em setembro, que recebeu a denúncia contra a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), o empresário Ernesto Kugler Rodrigues e Paulo Bernardo, ex-ministro dos governos Lula e Dilma. Com a decisão, a Segunda Turma determinou a imediata reautuação do processo como ação penal, formalizando que os três denunciados se tornaram réus.As informações são do Estadão.
Ex-ministro dos governos Dilma e Lula, Paulo Bernardo, Gleisi Hoffmann e Ernesto Kugler Rodrigues foram investigados pelo recebimento de R$ 1 milhão de propina de contratos firmados entre empreiteiras e a Petrobras. O dinheiro que teria sido utilizado para custear parte da campanha eleitoral da petista em 2010, segundo a denúncia da PGR, que foi aceita pela Segunda Turma do STF em setembro passado.

Secretário Mauro Ricardo afirma que manchete da Gazeta do Povo é falsa! O Paraná está com superávit!!


Postado em 22/fev/2017 - Sem Comentários


O secretário estadual da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, garantiu que o Paraná teve superávit de R$ 500 milhões em 2016 e que a manchete do jornal Gazeta do Povo “é falsa” quando tratou do assunto nesta segunda-feira, 22. “É um título falso. Infelizmente se a Gazeta (do Povo) tivesse consultado a Secretaria da Fazenda, teria obtido a informação verdadeira. É um título falso que merece logicamente um reparo por parte da Gazeta (do Povo). Não há qualquer gasto superior as receitas do Estado”, disse Mauro Ricardo em entrevista à CBN/Curitiba;
“As receitas do Estado em 2016 somaram R$ 51,8 bilhões contra uma despesa R$ de 51,3 biçhões, ou seja, houve um superávit orçamentário de cerca de R$ 500 milhões. Então é um título falso de pessoas que não conhecem a administração financeira e orçamentária”, completou.
Para Mauro Ricardo, a conta simples: “A receita arrecadada contra a despesa do exercício. um superávit da ordem de 500 milhões. Eles fizeram uma confusão muito grande e o título da matéria é totalmente falso”, reiterou.
para incorporar

link vídeo

Redação e Administração

Rua Nilo Peçanha 798 - Bom Retiro
Tel./fax: 41.3338-0695

IMPACTO EDIÇÃO SEMANAL



Clique aqui para ver as edições anteriores.

VÍDEOS

Cida Borghetti

Osmar Dias

Marcelo Roque

Feliz 2017

    Clique para ver todos os vídeos >>

ENQUETE

COMO ESTÁ O INÍCIO DA ADMINISTRAÇÃO GRECA EM CURITIBA?

:

Ver resultados


Loading ... Loading ...

ACOMPANHE NOSSAS REDES

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

 

REDES SOCIAIS

JORNAL IMPACTO PARANÁ
Redação e Administração - Rua Nilo Peçanha 798 - CEP: 80520-000 Bom Retiro - Tel./fax: 3338-0695