Arquivo de agosto de 2017

Richa e Mounir inauguram novos reservatórios de água em Foz do Iguaçu


Postado em 16/ago/2017 - Sem Comentários


O governador Beto Richa e o presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, entregam daqui a pouco dois novos reservatórios de água em Foz do Iguaçu. Os dois reservatórios, capacidade seis milhões de litros, ficam na Avenida das Cataratas e vão atender 45 mil moradores da Vila Yolanda, Ouro Verde e Porto Meira com uma maior oferta de água tratada. O investimento é de R$ 5,1 milhões e se soma aos R$ 105 milhões já investidos pela Sanepar desde 2011 nos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário de Foz.

CPI das Tarifas Portuárias ouve novos relatos de operadores do setor


Postado em 16/ago/2017 - Sem Comentários


A CPI criada na Assembleia Legislativa do Paraná para analisar as tarifas portuárias estabelecidas pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) realizou na manhã desta quarta-feira (16) sua quarta reunião ordinária. Nela deu prosseguimento a oitiva de representantes das empresas que operam na estrutura portuária paranaense a respeito de ação judicial movida pelo Sindicato dos Operadores Portuários do Estado do Paraná (Sindop) desde 2007, questionando os reajustes aplicados a seus valores desde 1995. As tarifas vêm sendo cobradas por algumas empresas que oferecem serviços para exportadores e importadores, mas são depositados em juízo todos os meses.
Operadores que discordam das tarifas adotaram a estratégia para tentar reaver aquilo que consideram cobrança abusiva. A ação tramita tanto na esfera estadual quanto na federal. Os depoentes desta quarta-feira, André Luiz Patrocínio e Silva Maragliano, gerente-geral de terminal da Cargill; Claudinei Nogueira, gerente de filial da Agencia Marítima Orion; e Albano Simões Pinto, proprietário da Agencia Marítima Cargonave; em relatos bastante semelhantes, consideraram altos os valores estabelecidos, mesmo admitindo que os serviços melhoraram nos últimos anos e que a atual gestão da Appa vem realizando visíveis investimentos na busca de modernização e qualificação de seus serviços.
Sem prejuízos – Afirmaram que, em comparação com outros portos do país, as tarifas locais podem ser consideradas altas, que os serviços oferecidos ainda precisam melhorar, que as empresas não chegam a ter prejuízos porque os custos são repassados aos clientes. Transferiram para o sindicato as respostas sobre o que justificaria a ação neste momento, e não quiseram avaliar se o reajuste de 85% nos últimos 21 anos, quando a inflação (com juros compostos) foi de 447%, é ou não adequado para as demandas de conservação e melhoria da estrutura portuária. Também não souberam informar o impacto do valor da tarifa na composição do preço dos serviços que prestam, e alegaram que as empresas se manifestaram dispostas a um acordo, mas a Appa teria discordado dos termos por elas propostos.
Um dos depoentes convidados para a sessão desta quarta não compareceu: Robson William Coutinho Pereira, da Fertimport. Desta forma, ele deverá ser inquirido na próxima reunião, marcada para o dia 22 de agosto, às 10 horas, no Auditório Legislativo da Assembleia. Nessa ocasião deverão ser ouvidos os representantes das operadoras Bunge, Marcon, Rocha e PRT. Na estimativa do presidente da CPI, deputado Fernando Scanavaca (PDT), após mais duas sessões a comissão convocará o sindicato para que esclareça os motivos pelos quais a ação ainda é considerada necessária, mesmo depois que a ANTAK estabeleceu limites tarifários para todo o país.
Participaram da reunião, além de Scanavaca, os deputados Paulo Litro (PSDB), Hussein Bakri (PSD), Bernardo Carli (PSDB) e Ademir Bier (PMDB), que é o relator da CPI.
Foto: Noemi Froes/Alep

GLEISI DORME DE TOCA E NÃO SABE QUEM É O RELATOR DA REFORMA TRABALHISTA….


Postado em 16/ago/2017 - Sem Comentários


Gleise Hoffmann parece se esquecer quem é o relator da reforma trabalhista: Vicente Cândido, deputado do PT.

Ministro terá de explicar por que Itaipu é uma caixa preta


Postado em 16/ago/2017 - Sem Comentários


Do Radar On-Line:
O comando da Itaipu Binacional arrumou um problema para o ministro da Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho.
Ele será obrigado a ir ao Congresso para explicar por que a folha de pagamento da empresa é uma caixa preta.
Há um mês, o deputado paranaense João Arruda (PMDB) enviou um requerimento de informações a Itaipu para ter acesso aos salários da diretoria. A companhia preferiu sapatear a responder a verdade: enviou planilhas, disponíveis na internet, que não informam coisa alguma.
Resultado: Arruda aprovou hoje na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara a convocação do ministro.
A resistência de Itaipu em abrir seu segredo leva a crer que a revelação dos salários criaria tantos ou mais problemas para o governo do que a sabatina a um ministro no Congresso, onde a oposição poderá deitar e rolar.
CHARGE ROQUE SPONHOLZ.—

Foz do Iguaçu :Richa e Ratinho Junior abrem Conferência das Cidades as 18 horas


Postado em 16/ago/2017 - Sem Comentários


O governador Beto Richa e o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, abrem hoje (16) as 18 horas, a 6a Conferência Estadual das Cidades que deverá reunir mais de três mil pessoas em Foz do Iguaçu. Entidades da sociedade organizada e representantes do poder público vão analisar e discutir até sexta-feira, 18, as melhores soluções aos problemas das cidades e da população. O presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano, e o prefeito Chico Brasileiro também participam da abertura do encontro no Hotel Carimã.
“Juntos estamos construindo uma nova política de desenvolvimento urbano e regional no Paraná, para o fortalecimento de cidades inclusivas, com função social, participativas, justas, inteligentes que possam ser a moradia de pessoas com melhor qualidade de vida, mais felizes e livres”, disse Ratinho Junior, presidente do Conselho Estadual das Cidades.
Debates – Para a conferência das cidades, estão inscritos 1.563 delegados, mais 984 delegados suplentes, 87 observadores, prefeitos, deputados, vereadores e secretários municipais. A abertura da conferência será feita por Richa e Ratinho Junior e, em seguida,o arquiteto Orlando Brito Ribeiro fará uma palestra magma com o tema: Função Social da Propriedade, Cidades Inclusivas, Participativas e Socialmente Justas.
Na quinta-feira, das 8h30 às 10 horas será realizada a leitura e aprovação do regulamento da conferência estadual. Das 10 às 12h30, haverá abordagens orientativas e motivacionais para os grupos temáticos, em número de três. Durante a tarde, a agenda registrará o trabalho nos grupos temáticos, análise das propostas e entrega para a coordenação executiva.
Das 18 às 19 horas, haverá a reunião dos segmentos para discussão da eleição dos delegados para a 6a Conferência Nacional, que será realizada em Brasília, e para a 4ª Gestão do Conselho Estadual das Cidades. Das 20 às 22 horas, simultaneamente, serão realizados os seminários do Estatuto da Metrópole e de Fracking.
No último dia de Conferência, às 11 horas serão apresentadas na plenária as propostas e moções dos grupos temáticos. Em seguida, a leitura das propostas aprovadas. A eleição dos delegados dos segmentos para a 6a Conferência Nacional das Cidades será a partir das 14 horas. Depois haverá eleição das entidades representantes dos segmentos para a 4a gestão do Conselho Estadual das Cidades 2018/2020.

Vereadora dos animais de rua é acusada de se apropriar de salários de funcionários


Postado em 15/ago/2017 - Sem Comentários


BLOG DO TUPAN : Seis ex-funcionários comissionados da (SD) protocolaram, nesta terça-feira (15), na Mesa da Câmara Municipal de Curitiba e na presidência do partido Solidariedade, denúncia contra a parlamentar, acusada de se apropriar de parte dos salários dos funcionários de seus gabinetes. Os denunciantes apresentaram comprovantes de depósitos bancários e termos de declaração em que afirmam terem sido demitidos depois de se recusarem a aceitar a prática.
“Trabalhei normalmente no gabinete da vereadora Katia durante o mês de janeiro, até que ela me falou que assim que eu recebesse meu primeiro pagamento, eu deveria repassar à eles o valor de R$2.000,00, e justificou que seria para cobrir despesas das diversas atividades que pretendiam realizar, e que esta seria uma solicitação que ela estaria fazendo à todos os funcionários do gabinete, com exceção dos dois funcionários que foram nomeados com um CC8, por ser o menor salário (em torno de R$ 2.000,00)”, relata um dos denunciantes, que diz ter sido exonerado no dia seguinte à sua recusa à proposta.
“Em torno de 15 dias antes da citada assumir oficialmente a função de vereadora, ela e seu esposo, Marcos Whiters, estiveram em minha casa, e então para minha surpresa, me disseram que eu teria que contribuir com um valor de R$ 1.500,00 mensais do meu salário, o que seria uma prática que a ser realizada por todos os funcionários que fossem nomeados com o objetivo de manter algumas despesas que ela teria com o trabalho no gabinete”, cita um outro ex-funcionário.
Uma outra ex-funcionária afirmou que fez empréstimo bancário, no valor de R$ 5 mil, repassando todo o valor para a vereadora. “Fui surpreendida pela vereadora para uma conversa, a qual era para eu arranjar determinado valor, porque as pessoas que não contribuíssem com ela financeiramente seriam exonerados dos seus cargos, para que pudesse colocar nesses cargos dali para frente outras que a beneficiassem financeiramente”, conta.
De acordo com a assessoria de comunicação da casa de leis municipal, existem três possibilidades que podem ser seguidas pela mesa diretora: não acatar a denúncia por falta de provas, encaminhar para Corregedoria ou mandar para apreciação do Conselho de Ética.
“Primeiramente é um fato isolado, é uma denúncia que chegou por ex-assessores da vereadora, serão apurados e serão abertos procedimentos de sindicância, a partir daí nós encaminharemos para a Corregedoria para que verifique todos os fatos. Tendo a comprovação nós tomaremos as medidas cabíveis a punição desses atos”, explicou o presidente da Câmara Municipal, vereador Serginho do Posto.
O chefe do Legislativo ainda disse que, dependendo do teor das provas, a punição mais severa seria a perda do mandato. “A medida extrema é a perda de mandato, se houver ilícito nós não pouparemos ninguém. Terá que responder primeiro na instância jurídica e depois na instância política”, afirma.

BLACK BLOCKS TIVERAM AÇÃO ATIVA NO EPISÓDIO: Justiça absolve Richa e culpa manifestantes pela Batalha do Centro Cívico


Postado em 15/ago/2017 - Sem Comentários


A Gazeta do Povo acaba de publicar que além do governador, o ex-secretário Francischini, o ex-comandante da PM César Kogut e dois oficiais também eram alvo da ação. Operação policial terminou com 200 feridos.
A Justiça rejeitou a ação civil pública movida pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) que pedia a condenação do governador Beto Richa (PSDB) por improbidade administrativa, pelos desdobramentos da chamada Batalha do Centro Cívico – que terminou com aproximadamente 200 pessoas feridas. Em sua decisão, a juíza Patricia de Almeida Gomes Bergonse, da 5.ª Vara da Fazenda Pública, considerou que os manifestantes foram responsáveis pelo confronto.
(dados da matérias GAZETA DO POVO)

Foz do Iguaçu/PR–PF e Receita combatem lavagem de dinheiro e evasão de divisas


Postado em 15/ago/2017 - Sem Comentários


A Polícia Federal e a Receita Federal, em ação conjunta, deflagraram nesta terça-feira (15/8) a Operação Hammer-on, com o propósito de desarticular uma organização criminosa transnacional especializada na prática de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. As empresas controladas pela organização criminosa investigada movimentaram mais de R$ 5,7 bilhões de origem ilícita no período de 2012 a 2016.
Cerca de 300 policiais federais e 45 servidores da Receita Federal estão cumprindo 153 ordens judiciais expedidas pela 13ª Vara Federal de Curitiba, sendo 2 mandados de prisão preventiva, 17 mandados de prisão temporária, 53 mandados de condução coercitiva e 82 mandados de busca e apreensão em várias cidades do Paraná, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais e Santa Catarina.
As investigações, iniciadas em 2015, tiveram como foco um grupo criminoso composto de cinco núcleos interdependentes que utilizavam contas bancárias de várias empresas, em geral fantasmas, para receberem vultosos valores de pessoas físicas e jurídicas interessadas em adquirir mercadorias, drogas e cigarros provenientes do exterior, especialmente do Paraguai.
O dinheiro sujo era creditado nas contas das empresas controladas pela organização criminosa e, em seguida, enviado para o exterior de duas maneiras:
(1) usando-se o sistema internacional de compensação paralelo, sem registro nos órgãos oficiais, mais conhecido como operações dólar-cabo;
(2) por intermédio de ordens de pagamento internacionais emitidas por algumas instituições financeiras brasileiras, duas dessas já liquidadas pelo Banco Central. Essas ordens de pagamento eram realizadas com base em contratos de câmbio manifestamente fraudulentos, celebrados com empresas fantasmas, que sequer possuíam habilitação para operar no comércio exterior.
A operação, batizada de Hammer-on, é um desdobramento das operações Sustenido e Bemol, deflagradas pela Polícia Federal e pela Receita Federal de Foz do Iguaçu/PR, respectivamente, em 2014 e 2015.
Na teoria musical, o sustenido e o bemol são notas intermediárias entre outras duas notas musicais. Analogicamente, as organizações criminosas desarticuladas em decorrência das operações Sustenido e Bemol, estabelecidas em Foz do Iguaçu/PR, intermediavam as negociações entre criminosos brasileiros e paraguaios, sendo responsáveis por garantir o pagamento de fornecedores paraguaios de drogas, cigarros e mercadorias, bem como simplesmente ocultar dinheiro de origem criminosa.
Na operação Hammer-on, os demandantes dos serviços prestados pelos intermediários também foram investigados. Noutras palavras, os brasileiros que contrataram a organização criminosa para pagar os fornecedores paraguaios, bem como para ocultar dinheiro de origem criminosa, também foram alvos de investigação.
O Hammer-on é uma técnica usada em instrumentos de corda para ligar duas notas musicais com uma mesma mão. Fazendo-se novamente referência à teoria musical, na operação Hammer-on, numa só toada, com uma só mão, ligaram-se duas notas musicais (intermediários e demandantes).
Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, gestão temerária, operação irregular de instituição financeira e uso de documento falso.
Será concedida coletiva de imprensa, às 10h, na sede da Delegacia da Polícia Federal em Foz do Iguaçu/PR, com a participação de representantes da Polícia Federal e da Receita Federal.

Estado já comprou R$ 102 das pequenas empresas em 2017


Postado em 15/ago/2017 - Sem Comentários


As compras de produtos e serviços feitas pelo Estado de micro e pequenas empresas somam R$ 102 milhões somente neste ano. O montante representa 38,5% de todas as compras feitas e do total, 87,7% correspondem a empresas paranaenses. A presença maior do segmento se dá em material de expediente, suprimentos de informática, produtos de limpeza e higiene, produtos de cama, mesa e banho (para penitenciária, hospitais estaduais) e alimentação.
O secretário da Administração, Fernando Ghignone, destaca que as normas criadas pelo Estado fomentam as pequenas empresas e as inclui nas verbas públicas. “O governo estadual não só incentiva esse pequenos empreendimentos como garante uma reserva de mercado para eles. O mercado que se abre é novo e permanente”, acrescenta.
O Paraná possui 623 mil microempresas ativas e 45 mil empresas de pequeno porte. Neste ano 18 mil novas micro e pequenas empresas foram abertas. Em 2016 o Paraná foi o estado foi o que mais empregos gerados por micro e pequenas empresas na região Sul, segundo o Caged/Ministério do Trabalho. Em termos nacionais, as microempresas paranaenses só perdem, em geração de vagas, para São Paulo e Minas Gerais.

SÉRIE D: APÓS 25 ANOS OPERÁRIO CLASSIFICA PARA A SÉRIE C E DECIDE COM O ACRE


Postado em 15/ago/2017 - Sem Comentários


Ponta Grossa, está em festa. o Operário, venceu o Maranhão Atlético Clube, por 2 a 1, chegando aos 27 pontos ganhos, garantindo sua passagem para a Série “C” em 2018. Lucas, aos 24 do segundo tempo fez 1 a 0, Marcelo empatou aos 35 e Jean Carlo, aos 41 decidiu a classificação, fazendo 2 a 1. Estádio Germano Kruger, é uma festa só, com 8.817 presentes, proporcionando a renda de R$212.265,00
Agora, o Fantasma, vai jogar dois jogos, na fase semi final e, caso passe, fará mais outras duas partidas, decidindo o título de campeão da Série “D” de 2017.
Classificados: Operário, Juazeirense, Globo e Atlético Acreano.
AGORA O ACRE.
O Operário, com a vitória diante o Maranhão, acabou ficando na segunda posição, da classificação geral, com 27 pontos ganhos, iguais ao Globo de Natal. O Fantasma perdeu o primeiro lugar, por um gol, no critério saldo de gol, Como segundo colocado, enfrentará o terceiro, que é o Atlético Acreano. O primeiro jogo, em Rio Branco, segundo em Vila Oficinas.O Clube Acreano, é alvi celeste e, seu apelido é GALO CARIJÓ. O outro jogo, será entre Globo x Juazeirense.(OSIRES NADAL PARA O IMPACTO PR)

Redação e Administração

Rua Nilo Peçanha 798 - Bom Retiro
Tel./fax: 41.3338-0695

IMPACTO EDIÇÃO SEMANAL



Clique aqui para ver as edições anteriores.

VÍDEOS

Mutirão da cidadania atende 50 mil pessoas em Curitiba

Julgamento no TJ-SC é suspenso após advogado acusar desembargador de pedir propina

OVOS NO PREFEITO DE SÃO PAULO: Minoria autoritária tentou agressão, diz Doria

Conselho de Ética - 08/08/201 SORTEIO DE RELATOR

    Clique para ver todos os vídeos >>

ENQUETE

COMO FICARÁ A SITUAÇÃO DE LULA APÓS SER DENUNCIADO COMO CHEFE DE QUADRILHA?

:

Ver resultados


Loading ... Loading ...

ACOMPANHE NOSSAS REDES

PUBLICIDADE

 

REDES SOCIAIS

JORNAL IMPACTO PARANÁ
Redação e Administração - Rua Nilo Peçanha 798 - CEP: 80520-000 Bom Retiro - Tel./fax: 41.3338-0695