Notícia publicada 6 dias atrás.

Imposto sindical não volta

Imposto sindical não volta

Não adianta chororô: o presidente Michel Temer decidiu não incluir, nas medidas de “revisão” da reforma trabalhista, o retorno da “contribuição” obrigatória que garantia à pelegada receita anual de cerca de R$3,5 bilhões. A contribuição sindical morreu, segundo um dos ministros mais influentes. Entre os ajustes previstos estão a desvinculação das indenizações do salário e entrega de comprovantes de FGTS e INSS. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Centrais sindicais, confederações, federações e sindicatos não estão obrigados a prestar contas de sua receita bilionária.

O Congresso aprovou lei submetendo entidades sindicais à fiscalização do Tribunal de Contas da União, mas o então presidente Lula vetou.

Há décadas o trabalhador é obrigado a dar um dia de trabalho ao “bolo” do imposto sindical. Agora, com a reforma, isso será voluntário.

O fim do dinheiro fácil que os sustentava e aos “mortadelas” levou os sindicalistas a promoverem protestos em todo o País. Serão inúteis.

(foto: rerodução)

link nota

http://www.diariodopoder.com.br





0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Redação e Administração

Rua Nilo Peçanha 798 - Bom Retiro
Tel./fax: 41.3338-0695

IMPACTO EDIÇÃO SEMANAL



Clique aqui para ver as edições anteriores.

VÍDEOS

Eduardo Fenianos

Gleisi pede dinheiro para campanha de Lula

Bate-boca entre Gilmar Mendes e Luis Roberto Barroso dá o que falar no STF

Patrícia Torassi

    Clique para ver todos os vídeos >>

ENQUETE

COMO FICARÁ A SITUAÇÃO DE LULA APÓS SER DENUNCIADO COMO CHEFE DE QUADRILHA?

:

Ver resultados


Loading ... Loading ...

ACOMPANHE NOSSAS REDES

PUBLICIDADE

 

REDES SOCIAIS

JORNAL IMPACTO PARANÁ
Redação e Administração - Rua Nilo Peçanha 798 - CEP: 80520-000 Bom Retiro - Tel./fax: 41.3338-0695